• O Antagônico

22 de Julho e o Cantor Lírico



Hoje é quinta-feira,22 de julho. 203.º dia do ano no calendário gregoriano (204.º em anos bissextos). Faltam 162 dias para acabar o ano. Dia do cantor lírico e Dia do trabalhador doméstico.





O Acre. Os Vereadores e as Viagens ao Nordeste


Com o pagamento de seis diárias e meia no valor de R$ 917, a Câmara de Vereadores de Rio Branco autorizou a viagem de quatro parlamentares para cursos em cidades como Fortaleza, no Ceará e João Pessoa, na Paraíba, nos meses de julho e agosto. Todas estas cidades são litorâneas, no Nordeste brasileiro. A autorização, publicada no Diário Oficial do Estado (DOE) de terça-feira (20), é concedida a quatro vereadores - sendo que um deles vai viajar duas vezes- e mais dois assessores dos parlamentares. As viagens estão previstas para ocorrer entre o final de julho e de agosto. Ao todo, as seis diárias e meia devem custar em média R$ 8,2 mil, só com os vereadores. A diária do servidor custa em média R$ 643. O presidente da Câmara, N Lima disse que o pagamento das diárias está previsto dentro do orçamento anual da Casa e que ao longo do ano cada vereador tem direito a quatro viagens com diárias. Entre os vereadores que tiveram as viagens autorizadas estão: Rutênio Sá [mais assessor] e Raimundo Castro [mais assessor] que vão participar do curso “Controle e Fiscalização dos Recursos Públicos Municipais”; e Antônio Morais e Raimundo Neném no curso “Capacitação e Treinamento”, todos na cidade de Fortaleza, com saída no dia 26 de julho e retorno no dia 31.Raimundo Castro volta a viajar em agosto para participar do curso “Ética Moral na Administração Pública”, em João Pessoa, com saída em 23 de agosto e retorno no dia 28.


O Amapá. A Covid e as Ações da PF


A Polícia Federal (PF) superou neste mês de julho a marca de 100 operações contra fraudes e desvios em recursos públicos destinados ao combate e enfrentamento à Covid-19. Apesar de ser um dos menores estados do país, o Amapá foi o que teve mais ações no período, com 12 investigações. Entre as operações do Amapá, foram apuradas denúncias de desvios de medicamentos do ‘kit intubação', fraude na licitação para montagem de hospitais de campanha, irregularidades na compra de medicamentos e desvio de valores do Auxílio Emergencial. Com 12 operações, o Amapá é seguido por Maranhão (10) e Pernambuco (8). Outros 7 estados foram investigados por irregularidades em recursos da pandemia, segundo a PF. Ao todo, os contratos e serviços investigados atingem cerca de R$ 3,2 bilhões.

15 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo