• O Antagônico

26 de Julho. Os Avós e o Arqueólogo



Hoje é segunda-feira,26 de julho. 207.º dia do ano no calendário gregoriano (208.º em anos bissextos). Faltam 158 dias para acabar o ano. Dia dos Avós - Dia da Imprensa Espírita e Dia do Arqueólogo.





Macapá. Os Cadáveres e a Necropsia ao Ar Livre


Uma vistoria do Conselho Regional de Medicina do Amapá (CRM-AP) na sexta-feira (23) constatou que a necropsia de cadáveres vem sendo feita numa área ao ar livre na Polícia Técnico-Científica (Politec), na Zona Norte de Macapá. Em nota, o órgão de perícia defendeu que a sala destinada ao serviço "funciona normalmente". A fiscalização identificou que a sala onde o procedimento deveria ser feito não possui exaustor de ar fresco para a mesa de autópsia, o que faz o ambiente ficar como um forte odor.


Os Venezuelanos. A Fronteira e as Filas


Dormindo nas ruas ao relento e enfrentando, de pé, longas e demoradas filas. Essa é a realidade de migrantes venezuelanos em Pacaraima, no Norte de Roraima, fronteira com a Venezuela, que chegam ao Brasil e tentam regularização no país desde que o governo federal liberou a passagem de estrangeiros em vulnerabilidade social no último dia 24 de junho. São famílias inteiras dormindo em pedaços de papelão, cheias de bagagens nas mãos, enquanto aguardam a vez para o atendimento no Posto de atendimento da Operação Acolhida, uma força-tarefa do Exército que atende imigrantes e refugiados venezuelanos no país. Nos primeiros 20 dias da liberação da passagem na fronteira para pessoas em situação de vulnerabilidade, a Acolhida chegou a atender cerca de 800 venezuelanos por dia, um salto se comparado aos 20 migrantes que estavam sendo atendidos por dia antes da medida. Nos últimos dias, o número é até 300 atendimentos diários.

21 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo