• O Antagônico

A BR 163. Os Buracos, O DNIT. O Peninha e o Pedido de Providências



A completa falta de manutenção da BR 163 transformou a viagem, de carros de todos os tipos e tamanhos, em um pesadelo. O presidente Jair Bolsonaro que tem se empenhado na pavimentação de rodovias federais, no Pará, esteve no ato de inauguração da pavimentação, no local considerado o Marco desta rodovia, na Cachoeira da Serra, município de Altamira. Porém, a conclusão da pavimentação do trecho Sinop-Mato Grosso e Miritituba-Pará, para lideranças políticas estaduais, precisa ser mantida, pois a quantidade de carretas que diariamente trafegam nesta estrada nos dias atuais é incalculável, deteriorando o asfalto.


Um dos trechos mais críticos, fica entre a cidade de Novo Progresso e o Distrito Municipal de Castelo de Sonhos, no município de Altamira. São aproximadamente 200 quilômetros de extensão, sendo que destes, aproximadamente 100 quilômetros são de responsabilidade da empresa LCM Construtora, onde a situação é caótica. São tantos os buracos, que não existe mais asfalto.


Um dos inconformados com a situação é o vereador Peninha, de Itaituba. “Outra hora faltava dinheiro. Agora tem o dinheiro, falta é fiscalizar e obrar das empresas contratadas a realização de um serviço de qualidade”, disse Peninha". Ponderou o vereador afirmando que entrou em contato em Brasília, com o General Santos Filho, Diretor Geral do DNIT, tendo lhe passado vídeos e fotografias mostrando a situação da estrada. De imediato, segundo Peninha, o General afirmou que iria tomar providencias.


Na manhã na última segunda-feira , 24, Peninha esteve na região, quando se encontrou com o encarregado do serviço de terraplenagem da empresa LCM CONSTRUTORA, Juarez Miguel. Esta semana, segundo apurou a reportagem, por determinação da Direção do DNIT, máquinas e equipes da empresa estavam se deslocando para realizar a recuperação nos pontos mais críticos da estrada.

348 visualizações0 comentário