• O Antagônico

A Comarca de Parauapebas. O Sumiço da Arma. A Corregedora e a Sindicância



A Corregedora Geral de Justiça do Tribunal de Justiça do Estado, Rosileide Maria da Costa, mandou Instaurar Sindicância Administrativa de Natureza Investigativa para apurar o desaparecimento de arma de fogo no Fórum da Comarca de Parauapebas. Com efeito, a desembargadora delegou poderes ao Juiz de Direito Titular da 2ª Vara Criminal de Parauapebas, para presidir e constituir a Comissão Sindicante, concedendo-lhe o prazo de 30 (trinta) dias para conclusão dos trabalhos.




201 visualizações0 comentário