• O Antagônico

A CPI e o Covidão. Jader e Calheiros. A Raposa, O Galinheiro e o Mandado de Segurança



Os senadores Jorginho Mello (PL-SC), Marcos Rogério (DEM-RO) e Eduardo Girão (Podemos-CE), entraram com um Mandado de Segurança, no Supremo Tribunal Federal (STF), para impedir os senadores Jader Barbalho e Renan Calheiros (MDB-AL) de integrar a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid.


O relator no STF será o ministro Ricardo Lewandowski. Jader é pai de Helder Barbalho, governador do Pará e Renan Calheiros é pai do governador de Alagoas, Renan Filho (MDB-AL), sendo ambos investigados no STJ por fraudes envolvendo a compra de respiradores na pandemia. Na prática, sustentam os senadores no pedido, seria a raposa vigiando o galinheiro.


A CPI da Covid foi instalada nesta terça-feira (27). A Comissão é responsável por apurar ações e omissões do governo federal e eventuais desvios de verbas federais enviadas aos estados para o enfrentamento da pandemia. Calheiros foi indicado relator pelo presidente da CPI, senador Omar Aziz (PSD-AM).


Na segunda-feira (26), a 2ª Vara da Justiça Federal de Brasília concedeu uma liminar (decisão provisória) que suspendia a eventual indicação do senador Renan Calheiros para relatoria. O pedido foi feito deputada Carla Zambelli (PSL-SP), uma das principais defensoras do presidente Jair Bolsonaro no Congresso. No entanto, nesta terça-feira (27) o Tribunal Regional Federal (TRF) da 1ª Região cassou a liminar (decisão provisória) e Calheiros foi indicado como relator da Comissão.

227 visualizações1 comentário