• O Antagônico

A Dira Paes. As Críticas ao Descaso. O Diário do Pará. O Estado do Faz de Conta



Há algo de podre no reino do Barbalho. Nesta quinta-feira, 19, a manchete do jornal Diário do Pará, de propriedade da família do governador, é a seguinte: “Pará Reduz Homicídios no Primeiro Trimestre”. A manchete só pode ser uma piada. Isso porque, nos últimos meses, a violência triplicou no Estado, isso sem falar na matança de policiais. Some-se a isso uma chacina em Altamira, tendo como pano de fundo o tráfico de drogas. O engraçado é que, no mesmo dia, o DOL, também dos Barbalhos, publicou em destaque a morte de um major, vítima de atentando no Tapanã e a execução de um jovem em Marabá.


No dia anterior, a atriz paraense Dira Paes, que até um dia desses era “unha e carne” com a turma de Edmilson Rodrigues, que por sua vez é agora amicíssimo de Helder, despejou em suas redes sociais “um pote até aqui de magoa”, contra o descaso do poder público no Pará:

"O que faz uma região do Brasil não chocar um país inteiro com ao menos 12 mortes nos últimos 15 dias? Não falo de uma grande metrópole, falo de Altamira, cidade no Sudoeste do Pará. São execuções, chacinas, descaso do poder público"

tuitou a atriz na manhã desta quarta-feira (18).

"Não é a primeira vez que Altamira mergulha no medo, que a população fica refém de violências extremas e no fim das contas, nada é feito efetivamente para que a cidade possa respirar aliviada. Todo esse terror é herança da má gestão e exploração ambiental, hídrica e humana. Queremos e precisamos de mais que só uma resposta. Altamira precisa de ações!!! O que está sendo feito por Altamira?"

acrescentou a atriz.


É de bom alvitre lembrar aos nossos leitores que Dira Paes é aparentada da primeira dama do Pará, Daniela Barbalho. Uma irmã da atriz que é médica, foi casada com o também médico, Nelson Lima, pai de Daniela. E tem mais: o casal teve um filho, Nelson Lima, que também é médico. Um de seus seguidores, em comentário, apoia a manifestação da atriz e relata o que está ocorrendo, desde o final de semana, em Marituba, na Região Metropolitana:

"Matam policial, logo em seguida começa a caçada. Ontem até helicóptero tinha por aqui. Isso parece orquestrado para tirar o foco de algo maior. Ano eleitoral infelizmente é sempre assim."

Perguntar não ofende: Onde será este estado com recrudescimento da criminalidade, retratado na manchete do jornal do governador ??

794 visualizações0 comentário