• O Antagônico

A Juíza de Itupiranga, O Diretor de Secretaria e o Sumiço do Revólver


Vejam essa história. Atendendo a Pedido de Providências requerido pela juíza de Itupiranga, Alessandra Rocha da Silva Souza, a desembargadora Rosileide Cunha, Corregedora Geral do TJ do Pará, determinou a abertura de uma Sindicância Investigativa para apurar o desaparecimento de um revólver calibre 38 da marca Taurus, número de série 50332, com 04 (quatro) munições intactas, arma encaminhada no dia 15 de maio de 2007 ao Fórum de Itupiranga.


A juíza foi informada do sumiço da arma pelo Diretor de Secretaria, João Paulo Portugal de Faria. “Visando a segurança do Fórum da Comarca de Itupiranga, e ainda, a necessidade de efetivo controle do recebimento, armazenamento e destinação dos bens apreendidos naquela Comarca, especialmente no que se referir a armas e munições, determino que seja realizado um inventário dos Bens Apreendidos na Comarca de Itupiranga, com o objetivo de comparar o acervo total de objetos existentes fisicamente naquela Comarca, com o total de bens constantes de "Relatório de Bens Apreendidos" extraído do Sistema de Acompanhamento de Processos (LIBRA) - por estarem vinculados a processos judiciais”. Decidiu a Corregedora.

209 visualizações0 comentário