• O Antagônico

A Polícia Federal, O Ministro, A Prisão do Professor, O Gordo de Capanema e o Cerco Fechando



Está chegando no Pará. A Polícia Federal cumpriu hoje, segunda-feira,07, um Mandado de Prisão Preventiva contra o médico Lauro Henrique Fusco Marinho, conhecido como “Professor”, chefe do esquema da OSs Pacaembu, cuja quadrilha desviou mais de R$ 500 milhões, que deveriam ter sido investidos em hospitais e no tratamento da Covid-19 no Estado do Pará e em outros Estados. Ele foi preso em sua casa, no condomínio Passaredo, na cidade de Birigui, em São Paulo.


O “Professor”, mostrado pelo programa Fantástico, da Rede Globo, ostentando riqueza dentro de uma piscina de um hotel de luxo, era o principal contato de Nicolas André Tsontakis Morais, o “Gordo”, intermediário entre médicos e empresários de São Paulo e a alta cúpula do governo do Pará, em um grandioso esquema de corrupção que ficou conhecido como “Covidão”. Nicolas cumpre prisão domiciliar em Capanema, por conta de uma obesidade mórbida. Lauro Marinho, preso hoje, também estava em prisão domiciliar, retornando agora ao presídio por ordem do ministro do STF, Gilmar Mendes.

2,019 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo