• O Antagônico

A Quizumba no Motel Mirage, Os Tiros, Os Dois Feridos e a Investigação



O quiprocó ocorrido no motel Mirage, no dia 08 de março deste ano, ainda está rendendo. A delegada Soranda Nascimento, diretora da Divisão de Polícia Administrativa, determinou a instauração de um Processo Administrativo Apuratório, para investigar os fatos denunciados, com prazo de 30 dias para conclusão. A investigação será conduzida pelo delegado Raphael de Souza Mattar.


De acordo com os autos, um grupo de seis pessoas teria passado a noite em dois apartamentos e tentou sair sem pagar a conta. Eles foram impedidos pelos seguranças. Segundo a Polícia Militar, na confusão houve disparo de arma de fogo e os dois policiais militares, que prestavam serviço à paisana, foram apontados como os responsáveis. Duas pessoas foram atingidas pelos disparos e levadas para o hospital.


Em nota, o Motel Mirage informou que o grupo foi impedido de sair do estabelecimento porque não queriam pagar as despesas de consumo no valor de R$ 823. Alguns integrantes do grupo danificaram as instalações e agrediram funcionários. Um dos clientes envolvidos na confusão disse que o desentendimento começou porque apenas após a saída do quarto e de terem os débitos pagos, eles foram novamente cobrados por valores que estariam pendentes. "Foi pago ao motel valor superior a R$ 2.500,00 em conta restando apenas a discordância do valor divergente, apresentando sem discriminação" disse. Os clientes ainda acusam o estabelecimento de agressões e arbitrariedade.

335 visualizações0 comentário