• O Antagônico

A Retirada dos 19 Respiradores. O Caminhão. A Filha do Tico e a Briga das OSs



A história dos 19 respiradores encontrados em uma sala no Hospital Abelardo Santos ainda está envolta em muito mistério. Porém, O Antagônico teve acesso a algumas informações sobre o caso. Conforme o apurado, os aparelhos, na verdade, foram levados pela OS Pacaembu, rechaçando a informação da Sespa de que os mesmos foram utilizados no Abelardo e em outros hospitais do Estado.


A foto, que viralizou nas redes socias, registrou, o flagrante dos aparelhos sendo retirados, em um caminhão, pela OS Pacaembu. Na imagem, quem acompanha e coordena o embarque no caminhão, de calças jeans e blusa preta, falando ao celular, é Kelly Nogueira Lopes, filha do presidente da OS Santa Casa de Misericórdia de Birigui, Cláudio Castelão Lopes, o “Tico”, preso na operação “Castelão”, que investiga desvios milionários de verba da saúde em várias cidades brasileiras. “Tico”, além de presidente da OS Birigui, tinha grande influência junto a OS Pacaembu, onde a filha tem contrato.


Segundo a apuração de O Antagônico, o governo do Pará começou a atrasar o pagamento das faturas e depois cancelou o contrato da OS Pacaembu, que administrava o hospital. Ressabiada, a OS começou a desviar os equipamentos de maior valor patrimonial, entre os quais os respiradores, e guardar em uma sala, para retirar do Abelardo tão logo o contrato findasse.


Kelly aparece na investigação da Polícia Federal e do GAECO de São Paulo, que apura várias fraudes envolvendo as OS Pacaembu e Birigui. Kelly tem contrato com a Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de Pacaembu, por intermédio de sua empresa K N Lopes Eireli, para fins de “gestão do ativo imobilizado e controle patrimonial”, além de possuir relação de grande proximidade com os integrantes do alto escalão das duas OSs. Após a publicação da denúncia da retirada dos aparelhos, Kelly Lopes, embarcou para São Paulo.


Veja abaixo uma das conversas entre Kelly e o pai, Claudio, interceptada na investigação de São Paulo. No diálogo, o pai critica a filha por não ter realizado uma operação, perguntando se a mesma tem “inteligência de Gafanhoto”:

Claudio - Alô, alô.
Kelly - Oi papai.
Claudio - Oi princesa, tudo bem?
Kelly - Tudo bem graças a Deus.
Claudio - Então tá bom, como você tá ai?
Kelly - Eu to bem, eu to sem celular, acho que o senhor tentou falar comigo e não conseguiu.
Claudio - Você tá sem celular? O que que aconteceu? 
Kelly - Ele travou, levei na assistência, três dias pra eles arrumar.
Claudio - Ahh, certo, certo, três dias na assistência o celular?
Kelly - É.
Claudio - Você fez aquilo que eu te pedi? Fez o distrato ai ou não?
Kelly - Ah?
Claudio - Você fez o distrato ai que eu te pedi pra mudar?
Kelly - Do que?
Claudio - Da empresa Kelly, que eu falei pra você.
Kelly - Ahh.
Claudio - Puta que pariu, inteligente, mas demora pra cair a ficha viu.
Kelly - Entendi.
Claudio - Você fez ou não?
Kelly - Não, eu faço só pela de lá.
Claudio - De lá da onde, de qual nome?
Kelly - Da Pacaembu.
Claudio - Kelly, que inteligência você tem é de gafanhoto? E teu nome da empresa qual que é?
Kelly - Ah, o CNPF é da (??).
Claudio - Muda pra "LM" por favor, ontem, você me ouviu ou não?
Kelly - Não tem como mudar, é quinze dias pra mudar.
Claudio - Não, faz um distrato de trinta dias atrás, um de dezembro e faz a outra ai, pode fazer dia um ou fica esse mês ai, por favor, me ouviu ou não?
Kelly - Eu ouvi, mas eu tenho que ligar lá pro Paulo.
Claudio - Liga pro Paulo que eu já falei com o homem lá e isso não pode, entendeu ou não?
Kelly - Entendi, mas é por aqui ou por onde, não entendi.
Kelly - Eu vou falar por whatsapp.
Claudio - Liga nesse telefone, tá no whatsapp Kelly.
Kelly - Não, não tá não o Bracale..
Claudio - Pelo amor de Deus o Bracale é burro, pelo amor de Deus,
Kelly - Perai .
Claudio - Liga pra Elaine


1,673 visualizações0 comentário