• O Antagônico

A SEAP. A Corregedoria. A Cadeia de Parauapebas. A Policial Sádica e a Sindicância



Quando o Estado age O Antagônico tem a obrigação de noticiar. Pois bem! Diferente do que dizia o texto de uma nota que circulou, apenas nas redes sociais de Parauapebas, atribuída à SEAP e ao diretor penitenciário Ringo Ringo Rayol, o corregedor-geral penitenciário, Renato Nunes Valle, com base nas gravíssimas denúncias publicadas por O Antagônico, na terça-feira, 23, intitulada “A Guantânamo de Parauapebas. O Diretor. As Torturas. A Agente Silva. Os Estupros e a Barbárie.”, determinou a instauração de Sindicância Administrativa Investigativa, para apurar as denúncias referentes aos servidores da Cadeia Pública de Parauapebas.


A Sindicância será presidida por Rodrigo Costa Pinheiro de Sousa, tendo como membros Elizabeth Malcher Vilhena e Adriana Ferraz do Prado Maués. A Portaria foi publicada no Diário Oficial do Estado desta sexta-feira, 25.


A atitude do corregedor é digna de nota e mostra respeito com os direitos humanos e à sociedade, coisa rara na gestão do atual governador. Em outro giro, na tarde de hoje, uma comissão de vereadores, componentes da Comissão de Direitos Humanos, juntamente com a OAB e Ministério Público, farão uma visita de inspeção na unidade.

356 visualizações0 comentário