• O Antagônico

A SEDUC , A Secretária, Os R$ 74 Milhões e a PF. A Kaizen, O Vale Alimentação e os R$ 44 Milhões



Os leitores devem estar esquecidos da Secretária de Educação do Pará, Elieth de Fátima da Silva Braga, ex-prefeita de Mocajuba. Pois bem. O Antagônico refresca a memória. Durante as investigações sobre as fraudes na Secretaria de Saúde do Pará, a Polícia Federal chegou ao contrato de quase R$ 74 milhões, firmado pela Seduc com a empresa Kaizem Comércio e Distribuição de Produtos Alimentícios, para aquisição de cestas básicas para famílias de estudantes da rede pública estadual de ensino.


O contrato não teria entrado no radar da PF não fosse a empresa Kaizem ligada aos réus Nicholas André Tsotanski e Cleudson Garcia Montali, os dois operadores das OSs Pacamebu e Birigui, que estão presos acusados de desviar bilhões da sáude. Para a Polícia Federal, ficou claro que Nicholas e Cleudson fraudaram a licitação para aquisição de cestas básicas, contando com a participação direta da atual secretária estadual de educação Elieth Braga.

“Constata-se um vínculo indissolúvel entre as investigações abarcadas nesta representação, reforçando, ainda mais, a existência de uma corrupção institucionalizada, dentro de uma estrutura de Poder, com fortíssimos indícios de agentes públicos e políticos, incluindo o Governador do Estado e seus Secretários”. Diz o relatório da PF.

Um ano após a descoberta da fraude das cestas básicas, Elieth continua a frente da Seduc, não tendo sido sequer afastada do cargo. E continua assinando contratos milionários suspeitos.


Ontem, segunda-feira, 24, o Diário Oficial publicou a homologação de dois contratos para empresas especializadas na administração, gerenciamento, emissão, distribuição e fornecimento de Vale Alimentação, para atender aos Alunos da Rede Estadual de Ensino.


No primeiro, no valor de R$ 20.476.409,68 (vinte milhões, quatrocentos e setenta e seis mil, quatrocentos e nove reais e sessenta e oito centavos), a empresa contratada é a Maxxcard Administradora de Cartões Ltda, cuja sede fica localizada em Barueri, São Paulo. No segundo contrato, a empresa vencedora foi a Meuvale Gestão Administrativa Ltda, que vai abocanhar da Seduc a cifra de R$ R$ 24.007.718,23 (vinte e quatro milhões, sete mil, setecentos e dezoito reais e vinte e três centavos).

1,423 visualizações0 comentário