• O Antagônico

A SETUR. A OS Pará 2000. Os Maiorana e os R$ 2 Milhões Mensais



A Secretaria de Turismo do Pará, SETUR, chancelou o oitavo aditivo com a Organização Social Pará 2000, (leia-se Grupo Maiorana), cujo objeto é o reequilíbrio econômico-financeiro do Contrato de Gestão no 001/2016, para os dois equipamentos, Estação das Docas e Mangal das Garças, a contar de janeiro de 2021 até dezembro de 2021.


Segundo a SETUR, o aditivo se justifica “em razão do evento configurado enquanto álea econômica extraordinária e extracontratual e motivador do desequilíbrio contratual (pandemia da COVID-19), e o reconhecimento da ocorrência do estado de calamidade pública na forma e prazos previstos no Decreto Legislativo n.º 06, de 20 de março de 2020, do Congresso Nacional e Decreto Legislativo no 02, de 20 de março de 2020, pela Assembleia Legislativa do Estado do Pará.


O valor mensal reequilibrado, caros leitores, é de R$ 2.219.917,77 (Dois milhões duzentos e dezenove mil novecentos e dezessete reais e setenta e sete centavos). No site da Pará 2000, as informações sobre os administradores são bem precárias: Consta lá Ana Bethânia (Diretora Financeira), Marco Antônio, (Diretor de Marketing), Paulo Souza, (Gerente de Equipamento), José Xerfan, (Gerente de Equipamento), Júlio Araújo, (Gerente de Equipamento), Andrey Espírito Santo, (Gerente de Manutenção), Renato Nunes (Coordenador de Eventos) e Pietro Maiorana (Gerente de Marketing, Comunicação e Cultura). Então tá !!!!

1,102 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo