• O Antagônico

Barcarena. Vila do Conde. O Setor Florestal. O Protesto contra o Ibama

Atualizado: Set 18



O setor florestal promete fazer muito barulho nesta sexta-feira, 17, no Posto de Vila do Conde em Barcarena contra taxas abusivas, excesso de burocracia e demora da expedição de autorização de exportação e análise de processos administrativos por parte do Ibama. O manifesto visa ainda a integração segura dos sistemas DOF e SISFLORA, com a garantia de que durante o processo não haverá prejuízos aos usuários.


Lideranças alertam que o setor florestal vive um colapso em razão de não faturar a mais de 3 meses, configurando prejuízos de mais de 1,5 bilhão de reais, com represamento de mais de 3mil conteiners, ameaça de 90 mil empregos diretos e indiretos e quebra de contratos internacionais, fatores que refletem negativamente em toda atividade que envolve a exploração de madeira. O setor envolve uma grande cadeia produtiva abrangendo a Indústria florestal, empregados, comércio de exportação de madeira, despachantes aduaneiros, freteiros, caminhoneiros, empregados das empresas envolvidas e empresários.


No chamamento para o protesto, disseminado nas redes sociais, os organizadores adiantam que a manifestação não tem caráter político devendo-se respeitar o direito de ir e vir das pessoas, principalmente ambulâncias, produtos perecíveis, transporte de animais e passageiros, sendo vedado que os participantes façam uso de bebidas alcoólicas, de armas, de cartazes antidemocráticos ou vandalismo. O manifesto também busca chamar a atenção do governo do estado do Pará e governo federal sobre o colapso que vive o setor florestal sustentável, visando uma agenda positiva de incentivos a produção florestal sustentável como combate a madeira ilegal, além de mais segurança jurídica para o exercício da atividade.

221 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo