• O Antagônico

Carapajó. Cametá. O TJ do Pará. O CNJ. Os Cartorários. As Liminares e a Reintegração



Um dia da caça, outro do caçador !! Os cartorários de vez em quando ganham uma. Às vezes até duas. Vejam só. O Diário da Justiça desta segunda-feira, 30, traz duas portarias com decisões emanadas pelo Conselho Nacional de Justiça cassando decisões da corregedoria do TJ do Pará que destituiu cartorários da titularidade de serventias. Foi o caso de Osni Batista Valente, que por ordem de ofício do CNJ, retoma suas atividades no Cartório de Registro Civil de Carapajó.


O mesmo aconteceu com Luiz Waldemir Rodrigues Ribeiro, que ganhou a parada no Conselho Nacional de Justiça, sendo reintegrado, através de liminar concedida pelo conselheiro Márcio Luiz Freitas ao cargo de interino do Cartório do 1º Ofício Extrajudicial de Cametá. As duas portarias publicadas no DJ, dando cumprimento às decisões do CNJ, são assinadas pela presidente do TJE do Pará, a desembargadora Célia Regina de Lima Pinheiro.

366 visualizações0 comentário