• O Antagônico

Darci Lermen, A Juiza e o Pedido de Retratação. As Contas Rejeitadas e o Recurso

Atualizado: Mar 19


Dando prosseguimento ao calvário do prefeito de Parauapebas, Darci José Lermen, a juíza eleitoral de Parauapebas, Priscila Mamede Mousinho, manteve a reprovação das contas de campanha do gestor. Lermen teve as contas desaprovadas por uma série de irregularidades, dentre elas gastos com locação de imóveis, compra de combustível e lubrificantes, adesivos e material impresso e produção de programas de rádio e TV.


Ao negar o pedido do prefeito, a juíza ressaltou que Lermen não cumpriu os requisitos previstos na Legislação Eleitoral.


“Com relação ao juízo de retratação, mantenho a decisão por seus próprios e jurídicos fundamentos, até porque este juízo eleitoral não desaprovou as contas pela ausência de capacidade financeira dos doadores , e sim, pelas demais diligências que não foram cumpridas e que maculam as contas apresentadas”. Frisou a magistrada.
280 visualizações0 comentário