• O Antagônico

O desembargador e a professora

Em resposta a uma recente postagem nas redes sociais, da lavra de uma professora da Escola Santana do Aurá, cujos alunos e respectivas famílias têm sido atendidos pela Associação Acreditar no Amanhã e pelo Comité de Ação Social e Cidadania, ambos integrados por servidores da ativa e aposentados do Poder Judiciário estadual e seus amigos, faz apelo ao Governador Helder Barbalho, para que o Poder Executivo ajude no transporte às crianças, o presidente do TJE, Leonardo Noronha, publicou uma nota de esclarecimento ontem. Em que pese as boas intenções dessa mestra, impõe-se a correção de algumas distorções da verdade, diz o desembargador na nota. “Embora contem com o decisivo apoio desta Presidência, torna-se imperativo esclarecer que o Tribunal de Justiça não participa, diretamente, dessas ações, não podendo a ele ser atribuída a “oferta” de bolsas ou vagas em qualquer instituição de ensino, nem oferece “transporte” para a condução de alunos de um lugar para outro; toda a logística, assim como as parcerias, são fruto do abnegado trabalho desenvolvido por esse voluntariado que constituiu a Associação Acreditar no Amanhã, assim como o Comité de Ação Social e Cidadania, que chegaram a adquirir um ônibus que possibilitaria o deslocamento dos alunos matriculados na Escola Salesiana do Trabalho (em razão de haverem concluído o ensino fundamental) que está em fase de adaptação para esse tipo de transporte”. Então tá !!!


68 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo