• O Antagônico

Helder. A Ann Pontes. A Hanna. O Chefe de Gabinete e a Vaga do TCE

Atualizado: 10 de fev.



Muita gente está se perguntando porque, até o presente momento, a Ann Pontes, esposa do Parsifal Pontes, ainda não foi nomeada pelo governador Helder Barbalho para o Tribunal de Contas dos Estado, na vaga deixada pelo recém aposentado conselheiro Nelson Chaves. O que se diz nos corredores palacianos é que Helder está muito receoso em nomear Ann em ano eleitoral, justamente por temer a repercussão negativa da medida. Afinal, a ex-deputada é casada com um dos ex-secretários que foi preso pela Polícia Federal em uma das operações cujo alvo foi o alto escalão do governo. E não é só isso. Helder não engoliu, como todo Barbalho, as ameaças de Ann Pontes, à época da prisão de Parsifal, de “botar a boca no trombone”, caso o seu marido não fosse solto. Além disso, o governador tinha outros planos. Nomear para a vaga a toda poderosa Hanna Sampaio, secretária estadual de planejamento. Mas Hanna, apesar de muito pressionada para encarar o TCE, declinou da oferta. A secretária, que não tem nada de boba, não quer deixar os quadros da SEFA, a galinha dos ovos de ouro, onde é auditora fiscal de receitas estaduais. Mais a mais, Hanna tem um time a décadas na secretaria fazendária, formado por pessoas escolhidas a dedo. Ou seja, ela não vai trocar o certo pelo duvidoso arriscando uma jogada no escuro.


Diante da escusa de Hanna, o governador ainda tem um plano B, antes de considerar a indicação de Ann Pontes: o cartorário Luziel Guedes, seu atual chefe de gabinete. Curriculum não falta! Luziel foi presidente da Associação dos Notários e Registradores do Pará, Anoreg, e, de quebra, tem fidelidade canina ao senador Jader Barbalho.

1.109 visualizações0 comentário