• O Antagônico

Helder e o Mapará. A Aglomeração, Os Filhos na Escola, O Discurso e a Prática


Helder Barbalho anunciou uma reunião na tarde desta terça, 02, para, juntamente com os prefeitos da Região Metropolitana de Belém, discutir medidas de enfrentamento à Covid 19, face a lotação dos hospitais públicos e particulares da capital. O governador já adiantou que o Estado deverá adotar o toque de recolher.


Pois bem. A exemplo do que aconteceu na manhã de ontem, em Cametá, é indiscutível que o discurso de Helder Barbalho não se afina com a prática. Sem se preocupar com distanciamento, o governador do Pará e a sua mãe, a deputada federal Elcione Barbalho, rasgaram, durante a abertura da Pesca do Mapará, o Decreto que proíbe aglomerações.


Os dois pousaram para fotos e caminharam pela cidade, cercados por centenas de pessoas, muitas sem máscara. Está tudo registrado na Agência Pará, veiculo oficial do governo. Dai dá para entender a revolta de muitos paraenses com as medidas de enfrentamento tomadas pelo governador que, por óbvio, servem para o cidadão comum, mas não se aplicam as ações do mandatário do Estado.

Diga-se de passagem que o discurso longe da prática já é uma marca da gestão de Helder. Afinal, não é de hoje que o governador vem promovendo reuniões públicas, sem levar em conta os cuidados com a Pandemia e seu agravamento no Estado. Os vídeos estão no Youtube para quem quiser ver.


E a afronta ao paraense não para por aí. Na manhã desta terça-feira, 02, começaram a circular nas redes sociais uma imagem do governador se preparando para levar seus dois filhos à escola. A foto revoltou alguns internautas por conta do Decreto, assinado por Helder, que suspendeu as aulas na Rede Pública Estadual. “Enquanto os filhos dele estão indo pra escola os dos que não tem condições de pagar ficam sem estudar”. Diz um comentário. “Engraçado que ele não libera as escolas públicas para funcionar. Mas os seres celestiais já estão indo pra escola particular. Enfim, Hipocrisia.” Diz outro internauta.


Diante de tantas práticas nada recomendáveis e ações que vão de encontro a grave situação da saúde no Estado, perguntar não ofende: Helder está mesmo preocupado com a saúde da população ou com seu futuro político. É cuidado ou escárnio ?

318 visualizações0 comentário