• O Antagônico

Itaituba. O Leilão. Os Imóveis e o Arremate por R$ 6 Milhões



O juízo da 1ª Vara Cível e Empresarial da Comarca de Itaituba, no Baixo Amazonas, homologou as arrematações de dois bens imóveis os quais somaram R$ 6,6 milhões. Os bens estavam penhorados, por decisão judicial, e integravam o espólio que foi a leilão para executar ação de hipoteca movida pelo banco. A decisão de homologação foi determinada pelo juiz titular Jacob Arnaldo Campos Farache, em 22 de abril.


Os bens penhorados foram dois terrenos urbanos. Um situado na avenida Hugo de Mendonça, nº. 333, Centro, sendo lotes de terreno designados pelas matrículas nº. 1212 e 2113, terreno com edificações em alvenaria, com partes antigas e partes novas, com área total somada em 1.204,77 metros quadrados, não sendo possível efetuar o cálculo das áreas separadamente, avaliado em R$ 1,2 milhão. O terreno foi arrematado pela Tapajós Publicidade LTDA, única proponente, que ofertou proposta de R$ 600 mil durante o leilão.


O outro terreno situado na Rodovia Transamazônica, Km 4, medindo de frente 79,31 metros quadrados, lateral esquerda com 332,87 metros quadrados, lateral direita com 310,38 metros quadrados e fundos com 77,29 metros quadrados. O terreno tem como limites pela frente a Rodovia Transamazônica, na lateral esquerda um depósito do prefeito Valmir Climaco, pela direita com a Rua 25 de março e fundos com o início do bairro da Paz, conforme consta no Cartório do 1º Ofício de Itaituba, matrícula 789, livro 2-R, devidamente avaliado em R$ 900 mil reais. O terreno foi arrematado pela Fomentas Participações LTDA por R$ 6 milhões como a maior proposta existente nos autos eletrônicos ofertada, uma vez que não compareceram licitantes no leilão realizado presencialmente.


Na decisão, os arrematantes foram intimados para que procedam o pagamento da primeira parcela ou do valor integral, conforme a proposta realizada por cada um, no prazo de cinco dias úteis.

116 visualizações0 comentário