• O Antagônico

Na Rede 16/02/2021

O Motel, O PM e o Travesti. O Tiro no Peito, A Morte e a Fuga

Um travesti de 25 anos foi morto com um tiro no peito em um motel no bairro Monte das Oliveiras, Zona Norte de Manaus, na

madrugada de sábado (13). Segundo a polícia, o policial militar Jeremias da Costa Silva, da 12ª Cicom, foi visto saindo do local do crime e é o principal suspeito. Ele fugiu do local e é considerado foragido pela polícia. De acordo com a Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), o suspeito e a vítima entraram no motel durante a noite. A suspeita da polícia é que eles tiveram algum desentendimento e o policial atirou contra a vítima.

A polícia informou que o travesti foi atingido por um tiro no peito, não resistiu e morreu no local. Após cometer o crime, o policial militar entrou no carro e tentou sair do motel, mas a atendente não quis abrir a porta. Ele, então, deu ré, acelerou e derrubou o portão, fugindo do local.

O Desembargador e o Blogueiro. O Bolsonaro e o Canal no You Tube

A jurisprudência reconhece a primazia da liberdade de expressão. Com esse entendimento, o desembargador Mathias Coltro, da 5ª Câmara de Direito Privado do Tribunal de Justiça de São Paulo, determinou que o YouTube reative o canal do blogueiro bolsonarista Allan dos Santos, conhecido como Allan Terça Livre. O canal havia sido desativado porque, segundo o YouTube, propagava fake news. O blogueiro recorreu e a liminar foi concedida pelo relator no TJ-SP.

Coltro argumentou que, em uma análise preliminar, a remoção do canal "se mostra desproporcional, violando a garantia constitucional da liberdade de expressão e de informação". "De se ressaltar, também, que, segundo o afirmado pela autora, trata-se de canal estabelecido, na dita plataforma digital, há seis anos, com mais de um milhão de inscritos e oito mil membros assinantes, além de contar com uma equipe de 50 funcionários e ter inúmeras despesas para sua manutenção, de forma que a simples exclusão das contas se revela medida por demais drástica", completou.

O magistrado afirmou ainda que não há dano ao YouTube, dada a reversibilidade dos efeitos da decisão, que ainda será apreciada pela turma julgadora na 5ª Câmara de Direito Privado.

O Vôo da Latam e os Passageiros Deixados Para Trás


Uma situação incomum aconteceu na semana passada e envolveu passageiros que tentavam partir de Aracaju para São Paulo – Guarulhos em um voo da empresa aérea Latam Brasil. Por alguma razão, que ainda não está totalmente esclarecida, um grande grupo de passageiros foi deixado para trás.

Diferente do que normalmente acontece, quando um ou outro passageiro acaba perdendo o voo, dessa vez tratou-se de um grupo de nada menos do que vinte e cinco pessoas. Os viajantes teriam se dado conta de que perderam o voo apenas depois que o avião tinha decolado e o status no painel de voos do aeroporto foi atualizado.

A Latam comentou que “houve problemas técnicos no check-in do voo LA-3413 e que as causas da ocorrência ainda estão em avaliação”. A partida da aeronave ocorreu na madrugada do dia 9 de fevereiro. A companhia aérea acrescentou que os passageiros afetados pelo problema foram amparados e reacomodados em outras operações ao longo do mesmo dia.

Aparentemente, os passageiros não fizeram o check-in ou então o problema técnico não permitiu que fizessem e, portanto, era como se eles tivessem dado no-show para o voo (como se não tivessem comparecido ao aeroporto). Caso o check-in tivesse sido concluído com sucesso, sua falta seria sentida no momento do embarque e os agentes do aeroporto notariam que havia muita gente faltando.

13 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo