• O Antagônico

Na Rede 23/02/2021


Manaus, As Gêmeas, O MP e o Pedido de Afastamento do Prefeito

O Ministério Público pediu, nesta segunda,22, que a Justiça determine o afastamento cautelar do prefeito David Almeida; da Secretária Municipal de Saúde, Shadia Fraxe e seu assessor, Djalma Coelho. Além disso, o órgão também pede a decretação de indisponibilidade de bens dos réus para pagamento da multa civil na monta de R$ 180 mil para o prefeito; R$ 135 mil para a secretária; R$ 124.117,10 mil, para o assessor.


O MP ajuizou ação de improbidade administrativa por suspeitas de fraudes na vacinação contra a Covid-19 e no favorecimento de pessoas que teriam furado a fila do grupo prioritário. Além deles, 10 médicos suspeitos de terem participado de processo de contratação irregular também são citados.


O Ministério Público informou que deu início às investigações depois de postagens nas redes sociais de profissionais de saúde que não trabalhavam na "linha de frente do combate ao Covid-19", mas que receberam o imunizante entre eles, as médicas Gabrielle Kirk Maddy Lins e Isabelle Kirk Maddy Lins. As duas irmãs gêmeas pediram exoneração do cargo dois dias depois de terem tomado a segunda dose da vacina. Outros cinco médicos também deixaram o cargo.

Carlos Alberto de Nóbrega e a Esposa. A Covid e a Internação

O humorista Carlos Alberto de Nóbrega, de 84 anos, foi internado com Covid-19 no sábado (20) no Hospital Sírio Libanês em São Paulo. Em publicação nas redes sociais, o apresentador do programa "A Praça é Nossa" disse que não sente dores nem mal-estar.Sua esposa, Renata Domingues de Nóbrega, foi internada no mesmo hospital na quinta-feira (18). Renata é médica e disse que teve dores no corpo e febre e, por isso, procurou o hospital.

A Tia de 5 anos e o Sobrinho de 4 anos. A Arma e o Tiro Fatal

Uma menina de 5 anos foi morta por um tiro disparado por um menino de 4 anos de idade, que é seu sobrinho, em João Pinheiro, a 400 km de Belo Horizonte. Segunda a Polícia Militar, o dono da arma é pai da vítima e avô da criança que efetuou o disparo. O caso ocorreu em uma fazenda, localizada na zona rural do munícipio. No local, estavam as duas irmãs da vítima e a namorada do pai.


Uma das testemunhas relatou que as três mulheres estavam na cozinha, quando ouviram um disparo. Ao chegarem na sala, se depararam com a menina caída no chão com sangue e o menino com a arma na mão. O pai teria saído para ajudar um vizinho.


A menina foi levada pelas irmãs para o hospital municipal, mas chegou ao local sem vida. Na casa onde ocorreu a morte da menina, foram apreendidas 36 munições de diversos de calibres, 10 cartuchos vazios, uma garrucha Calibre 22 e um revólver 38 escondidos em um guarda-roupas.

1 visualização0 comentário