• O Antagônico

Novo Progresso. O Prefeito. A Esposa e o Nepotismo



O prefeito de Novo Progresso Gelson Dill (MDB), nomeou a esposa para compor o primeiro escalão da atual administração. Claudiléia dos Santos está à frente da Secretaria de Administração, Coordenação e Planejamento, com um salário de R$ 7,4 mil, segundo o Portal da Transparência do município. A indicação de parentes até o terceiro grau para cargos públicos é proibida pelo Supremo Tribunal Federal (STF).


Desde o início da gestão, a primeira-dama de Novo Progresso, ganhou do prefeito Gelson Dilll (MDB), mais do que uma secretaria, Claudileia também foi nomeada chefe da transição e assumiu a responsabilidade pela gestão e gerenciamento do Diário Oficial Municipal e pelas publicações oficiais do Poder Executivo Municipal. O Alcaide também decidiu dar à mulher superpoderes sobre a gestão municipal e o controle de todas as secretarias, em especial a de Finanças. ‘Léia”, como é conhecida a 1ª primeira-dama, tomou como hábito passar por cima do Gelson Dill e dar ordens diretamente a seus auxiliares. Contratações e demissões não acontecem sem a anuência de Claudileia.


A primeira dama de Novo Progresso é ex-servidora, cujo salário anterior era de R$ 3.600,00 (três mil e seiscentos reais). Apesar do parentesco, a prefeitura alega que não há irregularidade na nomeação, valendo-se da brecha interpretativa adotada em alguns casos pelo STF. Especialistas, contudo, avaliam que a questão é subjetiva e casos como o de Novo Progresso podem, sim, ser considerados nepotismo.

169 visualizações0 comentário