• O Antagônico

O Bolsonaro. A Motociata. Eder Mauro na Garupa e o Sumiço do Zequinha



A visita do presidente da república, Jair Messias Bolsonaro, à capital paraense, na última sexta-feira, 17, deixou muitos eleitores do senador Zequinha Marinho, pré-candidato a governador, com a pulga atrás da orelha. Isso porque no dia da visita, Zequinha estava no sul do Pará. Bolsonaro desembarcou em Belém para prestigiar a comemoração dos 111 anos da Igreja Assembleia de Deus.


O dia do presidente foi marcado por uma recepção de apoiadores em uma motociata, além da participação em dois eventos religiosos, um no Mangueirinho, denominado “Escola da Sabedoria” realizado pela Igreja Quadrangular, e outro no Templo Central da Assembleia de Deus.


Na motociata, o candidato a governador parecia ser o deputado federal Eder Mauro que desfilou pelas ruas da mangueirosa na garupa de uma moto pilotada por Bolsonaro. Em Belém, além de Eder Mauro, o presidente foi ciceroneado por Josué Bengtson, presidente estadual do PTB, partido que está no arco de aliança de Helder Barbalho. O que se diz é que se Zequinha Marinho quer realmente ser candidato a governador, precisa agir e discursar como tal.


Do contrário, não terá chances de reais êxito em uma disputa com uma serpente criada em laboratório, leia-se Helder Barbalho, que, como até as pedras sabem, está rifando os cofres públicos do estado, comprando tudo e todos, no afã de liquidar a fatura logo no primeiro turno. E com os gols contra de Zequinha, a barbalhada vai pra galera!!

760 visualizações0 comentário