• O Antagônico

O CNJ. A Corregedoria Nacional. O 2° Ofício de Bragança e o PAD Contra os 35 Cartórios


A Corregedoria Nacional de Justiça e o Conselho Nacional de Justiça, CNJ, resolveram fechar o cerco para brecar gritantes irregularidades que vem sendo praticadas sistematicamente em vários cartórios do Pará. Um dos cartórios enrolados é o cartório do 2° Ofício de Bragança, onde durante correição, ficou evidenciada a existência de pendências de pagamentos de valores consideráveis ao Poder Judiciário, relativas ao FRJ e FRC, multas e outros repasses obrigatórios.


O Cartório do 2° Ofício é controlado pela ex-deputada Eulina Rabelo, estando registrado no nome de seu ex-marido. Eulina também controla o cartório de Augusto Corrêa. Eulina, para quem não sabe, já teve muita força política na região. Tanto que ela só não foi prefeita de Viseu porque os Vale provaram na justiça a relação homoafetiva entre a mesma e a prefeita de Viseu à época, a médica Astrid Cunha, que aquela altura já estava concluindo o segundo mandato. A Ação na justiça foi o passaporte para a vitória de Cristiano Vale para prefeito de Viseu. Em cumprimento a decisão da Ministra do CNJ Maria Thereza de Assis Moura, o Tribunal de Justiça do Pará determinou a instauração de processo administrativo disciplinar em face de nada menos que 35 delegatários de cartórios paraenses: São eles Antonio Augusto da Costa Guimarães, da Comarca de Alenquer, Maria Eulina Rabelo da Costa, da comarca de Augusto Corrêa, Kátia Borges dos Santos, da comarca de Baião, Naiade Gláucia Almeida Conceição, da comarca de Marabá,  Antonio José de Vasconcelos Pereira, da comarca de Bragança, Antonio Alberto Taveira dos Santos, da comarca de Acará, Aglaice Campostrini Bissi Lorenzoni, Comarca de Brasil Novo, Vanessa Menezes Duarte, da comarca de Breu Branco, Tayla Karina Veiga Guilhon, da comarca de Cachoeira do Arari, Jersonil Helena da Conceição Palheta, da comarca de Chaves, Francisco Valdete Rosa do Carmo, da comarca de Concórdia do Pará, Joselias Deprá, da comarca de Dom Eliseu, Caroline Alves Brant, da comarca de Goianésia do Pará, Juvenaldo Guimarães Duarte Pereira dos Santos, da comarca de Gurupá, Teresinha Varela de Lima, da comarca de Igarapé Açú, Kennedy Teixeira de Carvalho, da comarca de Itaituba, Silvana Sadeck dos Santos, da comarca de Jacareacanga, Fernando Nazaré Alves Ferreira, comarca de Maracanã, Odir Simeão Maia Santos, da comarca de Moju, Elzemir Cecim Abraão, da comarca de Nova Timboteua, Mário Mattei, da comarca de Novo Progresso, Adão Ricardo de Freitas, da comarca de Oeiras do Pará, Carlos Haroldo da Silva Martins, da comarca de Oriximiná, Carmem Sylvia Pombo Tocantins, da comarca de Paragominas, André Williams Formiga da Silva, da comarca de Parauapebas, Ivan Mendonça Dutra, da comarca de Ponta de Pedras, Adilson Joab Ferreira Maia, da comarca de Primavera, José Felipe Rodrigues Cardoso, da comarca de Rurópolis, Maria das Graças Pedrosa do Nascimento, da comarca de Salvaterra, Luis Antônio Almeida Liberato, da comarca de Santa Maria do Pará, Wilson Lima dos Santos, da comarca de São Geraldo do Araguaia, Thiago Anselmo Guimarães, das comarcas de Xinguara e Sapucaia, Anna Luiza da Costa Tavares, da comarca de Senador José Porfírio, Benedito Carvalho da Cruz, da comarca de Tomé-Açú e Adhemar Pereira Torres, da comarca de Xinguara – Sede.

1.199 visualizações0 comentário