• O Antagônico

O Decreto. Os Bares Fechados e o Alerta


Com as barbas de molho diante da situação do colega Wilson Lima, que corre sério risco de ser afastado do cargo por conta do caos absoluto na saúde do Amazonas, o governador do Pará Helder Barbalho anunciou ontem que vai proibir, a partir desta quinta, 21, festas, shows e funcionamento de bares em todo o território do estado. Somente restaurantes poderão funcionar até às 00h.


O decreto também deve alterar a bandeira das regiões metropolitana de Belém, Marajó Oriental e Baixo Tocantins, regredindo da verde (risco baixo) para amarelo (risco intermediário). As medidas, segundo o governador, estão sendo tomadas devido à pressão no sistema de saúde e aumento na incidência viral nos municípios que fazem fronteira com o estado do Amazonas.


Em parte, Helder não está errado. Principalmente no tocante as pressões. Elas existem, de fato. Desesperado para resgatar a imagem pública, desgastada por denúncias de corrupção, com visitas da PF em sua casa e no palácio do governo, tudo que o 02 quer evitar agora é uma segunda onda de Covid no Pará e, consequentemente, novas incursões da justiça e da PF.

48 visualizações0 comentário