• O Antagônico

O Eguchi. O Roberto Jeferson. As Insinuações. A Ação da PF e o Recado ao Barbalho



Pau que dá em Chico, dá em Francisco. A chuva que molha o caixão, também molha o carregador. Com essas duas frases emblemáticas o ex-deputado federal Roberto Jeferson, cacique do PTB, mandou recado direto ao governador do Pará, Helder Barbalho. Um vídeo com a verborragia virulenta circula nas redes sociais, onde, ao lado de Everaldo Eguchi, Roberto Jeferson afirma que o delegado é seu apadrinhado e que ações geram consequências.


Com efeito, Jeferson faz alusão a operação da PF, realizada a duas semanas atrás, que apreendeu grande quantidade de dinheiro e documentos, na casa de Eguchi, segundo mais votado nas eleições municipais de 2020, para prefeito de Belém. No vídeo, Eguchi diz que provará sua inocência na justiça e diz que estaria sofrendo as consequências de suas ações de enfrentamento aos poderosos. Para bom entendedor, virgula é letra. Fica evidente, pelas próprias palavras de Eguchi, que o mesmo sugere uma ação política pouco republicana de umas das instituições mais sérias do país contra um de seus membros.


A bem da verdade, contra fatos não há argumentos !! Os Polícias apreenderam dinheiro na casa de Eguchi. Isso é incontestável. No entanto, algumas perguntas ficaram no ar: Porque só agora a operação foi deflagrada, sendo que se trata de um investigação de 2018 ? Os policiais sabiam que havia dinheiro na casa de Eguchi ou foi somente obra do acaso ? Porque a instituição não forneceu informações detalhadas da ação, como ocorre rotineiramente em outras operações ? Com a palavra a PF.

516 visualizações0 comentário