• O Antagônico

O Empresário Falido. O Caloteiro. O Suspeito. O Advogado e a Propina de R$ 400 Mil



Acreditem ou não as “qualidades” da chamada acima são de uma única pessoa. E o mais estarrecedor: ele é assessor especial em uma secretaria de estado do governo do Pará. O digitado cidadão faliu uma das maiores empresas do estado, deixou de pagar centenas de trabalhadores e, como se já não fosse o bastante, acabou envolvido como suspeito no sumiço de 204 armas de fogo de sua extinta empresa. Sem espaço e competência como empresário, o cidadão virou cobrador de pedágio. Explica-se: valendo-se do cargo de assessor, andou tentando extorquir R$ 400 mil de empresários chineses, prometendo marcar uma agenda com o governador do estado. Nem nos tempos de Carlota Joaquina isso ocorria!!!!!

1.351 visualizações0 comentário