• O Antagônico

O Hospital de Campanha de Santarém. O Calote nos Médicos e o Bloqueio


Dezoito médicos travam uma briga na justiça para receber salários de 3 meses de serviços prestados no Hospital de Campanha de Santarém, inaugurado em abril de 2020, para atender infectados por Covid 19, de Santarém e municípios da região, fechou as portas em setembro, 5 meses depois, por conta da baixa demanda por atendimento. O Hospital era administrado pelo Instituto Panamericano de Gestão e a Golden Vida Serviços Médicos responsável pela contratação dos médicos.


Em outubro de 2020, a justiça paraense bloqueou as contas das duas empresas para garantir o repasse de R$ 1.300. 000. (hum milhão e trezentos mil reais aos médicos. No entanto, 4 meses depois, os profissionais não receberam os valores devidos. As empresas alegam que não receberam faturas do Estado. A Sespa, em nota, afirma que efetuou todos os pagamentos em juízo. A defesa dos médicos afirma que, corrigidos os valores já ultrapassam R$ 4 milhões de reais.

165 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo