• O Antagônico

O Metropolitano, A Alepa, Padre Bruno Sechi e a Homenagem



Uma justa homenagem. A Assembleia Legislativa do Pará estatuiu e o governador Helder Barbalho sancionou a Lei n° 9.240, de 30 de março de 2021, denominando de “Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência Padre Bruno Sechi”, o Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência. Padre Bruno Sechi, fundador do Movimento República de Emaús, morreu em maio do ano passado, por complicações da Covid 19. Segundo familiares, ele passou mal e foi encontrado desacordado em casa. O padre chegou a ser levado para uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA), mas não resistiu.


O italiano Bruno Sechi tinha 80 anos e atuou em várias paróquias da Arquidiocese de Belém. Ele chegou a ser sacerdote da Paróquia Santa Maria Goreth, no bairro do Guamá e era sacerdote da Paróquia São João Paulo II, no bairro do Curió-Utinga. O sacerdote atuou muitos anos na Escola Salesiano do Trabalho e fundou o Movimento República de Emáus, que todos os anos realiza trabalhos sociais na grande Belém. Na década de 80, Padre Bruno ganhou destaque mundial participando das ações políticas no Brasil, que culminaram na criação do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).

108 visualizações0 comentário