• O Antagônico

O Nicholas, O Cleudson, A Land Rouver e o “Negócio da Vida”. Elcione Barbalho, Jader Filho e a CPI



Não é só o governador do Pará, Helder Barbalho, que deverá ser convocado para depor na CPI da Covid. Fontes de Brasília dão como certos os pedidos de oitivas da mãe de Helder, a deputada federal Elcione Barbalho e o irmão, Jader Filho, apontados como os gerentes da saúde na gestão do clã Barbalho.


No Pará, empreiteiro que quiser participar de qualquer licitação da saúde estadual tem que ter as bênçãos de Elcione e “Jaderzinho”. Até a garça e o urubu, eternos namorados do Ver-o-Peso, sabem disso. Não é por acaso que, no processo em tramitação, no Superior Tribunal de Justiça, que pede o afastamento do governador do Pará, estão as digitais de Jader Filho. Afinal, não foi por acaso que o irmão de Helder se apressou em renunciar à presidência estadual do MDB, bem antes do término do mandato.


Pelo andar da carruagem, às voltas com denúncias de corrupção, a Associação da Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de Pacaembu, ainda vai trazer muitos dissabores para o governador do Pará e o clã Barbalho. E os problemas tem nome e sobrenome. Cleudson Garcia Montali, que comandava a OS Pacaembu e a Irmandade Santa Casa de Misericórdia de Biriguí.


Nas conversas de Cleudson interceptadas pelo Gaeco de São Paulo, ele se refere as licitações dos hospitais do Pará como “o negócio da vida”. O elo de ligação entre Cleudson e o governo do Pará era Nícolas André Tsontakis Morais. Conforme o MP de São Paulo,

“A partir de diálogo entre NÍCHOLAS e CLEUDSON, as investigações apontaram que eles estavam providenciando a qualificação das duas irmandades como organizações sociais no Estado do Pará, sendo que NÍCHOLAS seria um intermediário nesse procedimento, facilitando-o. Nesse intervalo surgiram dois editais de seleção de organizações sociais para gerir hospitais no Estado do Pará: Hospital Público Regional do Caetés e Hospital Público Regional Dr. Abelardo Santos. Ainda, consoante os elementos de informação catalogados naquele evento, as duas organizações sociais tinham informações privilegiadas de dentro do setor de saúde daquele Estado, ignorando-se o princípio da impessoalidade. Posteriormente, as duas Irmandades foram qualificadas como organizações sociais e venceram os dois certames que disputaram”.

Para os promotores paulistas, como premiação pela abertura da porta de negócios no Pará, Nicholas foi recompensado com um automóvel modelo Range Rover, HSE V8, no valor de R$ 440.000,00, presente de Cleudson, mas adquirido em nome da empresa G. A Granja Empresa e Segurança EIRELI, de propriedade de Gilberto Ademir Granja que possui contratos com a Irmandade Santa Casa de Birigui.


Em um dos diálogos obtidos na investigação do GAECO de São Paulo, no dia 02 de setembro de 2019, às 19h20min, Nicolas Andreas, que afirma ter acabado de sair da casa do governador Helder Barbalho, diz a Boni que conversará com a empresa que ganhará a licitação do Hospital Abelardo para manter Boni. Tal promessa, em tese, só se faz possível quando já se sabe quem irá ganhar e que terá condições de exigir isso de quem vencer, talvez porque a auxiliou. Eis o diálogo:



Nicholas - Fala Boni boa noite.
Boni - (?) tudo bem que tal.
Nicholas - Graças a Deus tudo bem eu não lhe atendi que passei o dia agora estava na casa do Governador sai agora.
Boni - Ah.
Nicholas - Deixa eu lhe falar a gente já venceu outra parcela nossa ou não.
Boni - Uma grande pergunta a fazer eu nem como é isso.
Nicholas - Vou dar uma olhada vamos lá referente ao nosso negócio amanhã que fechou o edital eu acho que vai decidi o ganhador está semana, estou esperando saber quem é o ganhador para eu chamar ele para lhe apresentar toda a diretoria do "Abelardo".
Boni - Ah meu amigo (?).
Nicholas - Não isto já está certo eu só preciso saber qual é a empresa que vai ganhar que eu quero chamar o cara e vou está junto de vocês no dia olha, eu quero que este rapaz seja o diretor deixa comigo.
Boni - O amigo me abandonou não é possível.
Nicholas - Não jamais é muita coisa diariamente a gente corre de um lado para o outro eu não esqueci de você não pode deixar que está certo.
Boni - (?).
Nicholas - Pode ficar com a cabeça fria do Abelardo.
Boni - Tá bom.
Nicholas - Do Abelardo tá meu irmão só estou aguardando a decisão de quem ganhou.
Boni - Tá bom.
Nicholas - Como é que está as coisas está tudo bem.
Boni - Tá tudo em paz Graças a Deus.
Nicholas - Tchau

3,629 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo