• O Antagônico

O Oficial de Primavera. O Cartorário do Furo do Breu. A Auxiliar Judiciária e a Corregedoria



A corregedora geral do Tribunal de Justiça do Pará, desembargadora Rosileide Maria da Costa Cunha, aplicou a pena de repreensão ao oficial do Único Ofício de Primavera, Adilson Joab Ferreira Maia, que gerou a emissão de duas certidões de casamento, referentes ao mesmo matrimônio, mas com informações divergentes de Francisco Carlos Braga Andrade e Rosa Maria Monteiro da Costa.


Em outro giro, a corregedora mandou instaurar sindicância em desfavor da auxiliar judiciária Miria Raquel Dias da Silva, pela emissão de duas certidões de PJE. A desembargadora também mandou instaurar um Processo Administrativo Disciplinar, PAD, contra o titular do Cartório de Registro Civil das Pessoas Naturais de Furo do Breu, Antônio Nazaré Nunes da Costa, que segundo os jurisdicionados, trata a patadas e pontapés as pessoas que procuram aquele cartório.

73 visualizações0 comentário