• O Antagônico

O Orly Bezerra e a Patrulha do Governo. O Promotor, A Griffo e o Procedimento



A tropa de choque de Helder Barbalho está dividida em várias frentes. Uma parte em blindar o governador, outra empenhada na tentativa ingênua de abafar as sucessivas denúncias de fraudes e malversação de dinheiro público e a terceira, especializada em perseguir adversários.


Esta semana, depois de muita pressão dentro de setores do Parquet, o Ministério Público instaurou, através do promotor Sandro Ramos Chermont, um Procedimento Preparatório para “apurar possíveis irregularidades na contratação e execução de um contrato firmado entre o Município de Belém e a empresa Griffo, de propriedade do publicitário e jornalista Orly Bezerra. Diga-se de passagem, Orly, a exemplo dos jornalistas Ronaldo Brasilense e Olavo Dutra, e alguns outros, estão, por assim dizer, “na boca do sapo” e são considerados inimigos e personas non gratas da monarquia, instituída e instalada no Pará, na marra, pelo clã Barbalho.

451 visualizações0 comentário