• O Antagônico

O Rubens Leão. A AGE. A Compra dos 20 Computadores. A Cobrança e o “Balaio de Gatos”

Atualizado: Nov 19



A compra de 20 computadores gerou o maior bafafá e acabou virando uma sindicância na Auditoria Geral do Estado do Pará, AGE. A empresa Adamitec Comércio de Equipamentos Eletrônicos Ltda foi a vendedora dos equipamentos. O processo de compra foi iniciado com o Memorando AGE no 106/2019-GE-RAF/AGE, de 27 de novembro de 2019, da Gerente Administrativa Financeira da Auditoria-Geral, pelo qual solicita autorização em caráter de urgência a aquisição de mais 20 computadores desktop, devido ao aumento de pessoal, em função da cedência de novos servidores, da contratação de novos estagiários e pelo processo que está em andamento de Processo Seletivo Simplificado. O valor total da aquisição era de R$ 118.520,00 (cento e dezoito mil e quinhentos e vinte reais), sendo o valor unitário R$ 5.926,00 (cinco mil novecentos e vinte seis reais), tendo sido apontada a disponibilidade orçamentária para a aquisição dos equipamentos. E aí começaram os problemas, transformando a questão em um “balaio de gatos”.


Em dezembro de 2020, a Adamitec começou a cobrar o pagamento referente à venda dos equipamentos adquiridos pela AGE, vencida em maio do mesmo ano. A AGE diz que não recebeu os computadores, oficiando a empresa e a Transportadora Mercúrio Cargas e Encomendas Expressas Ltda., para que apresentem documentos que identifiquem o servidor que recebeu os computadores e a data em que foram entregues na AGE. Por fim, um parecer jurídico da AGE recomendou a instauração de sindicância para apurar irregularidades supostamente ocorridas na compra dos equipamentos e envio dos autos à Procuradoria-Geral do Estado.


A conclusão foi instauração de um Processo Administrativo Disciplinar – PAD contra cada um dos envolvidos na compra dos computadores. Após a devolução dos computadores, no dia 05 de novembro último, o Auditor Geral do Estado, Rubens Leão arquivou o PAD, não vislumbrando dolo na atuação dos servidores envolvidos no processo de compra, entendendo que o recebimento dos equipamentos foi um erro, vez que os setores não foram informados do cancelamento da Nota de Empenho.

331 visualizações0 comentário