• O Antagônico

O Sinjor do Pará. A SESPA. Os 100 Testes de Covid. O Condicionamento à Filiação e o Pagamento



Quando a gente pensa que já viu de tudo. Vejam só. O SINJOR do Pará divulgou uma nota ontem informando que, “em parceria com a SESPA, fará testagem rápida na categoria para diagnosticar casos de Covid-19.” Os testes, segundo a nota, poderão ser feitos na sede do Sinjor, neste sábado, 29. A iniciativa seria nobre não fosse a testagem condicionada a filiação e em caso de não sindicalizados, a regularização financeira do filiado com o Sindicato.

“Quem ainda não estiver sindicalizado poderá preencher a ficha no local: quem estiver irregular poderá negociar seus débitos na hora.” Diz a desinteressada nota.

É o fim da picada. Uma diretoria fazer uso político de um direito do cidadão, cobrando por um serviço que é público, configura claro e gritante estelionato e, por óbvio, ato ilegal, imoral e vergonhoso para uma entidade que diz representar a categoria. Mais a mais, é risível oferecer testes na sede de uma entidade quando o cidadão, jornalista ou não, pode fazê-lo na rede pública de saúde, gratuitamente, sem ter que vender a alma ao diabo.


Diga-se de passagem, a nova velha diretoria do SINJOR tão logo assumiu a entidade, prometeu anistiar as dívidas dos seus associados. Agora, mudou de ideia e está cobrando as mensalidades pretéritas, tentando reforçar o caixa com ações ilegais, travestidas de sociais.


As promessas eleitoreiras, entoadas em prosa e verso pelos companheiros durante a campanha, de enfrentar os grupos de comunicação e lutar por dignidade, salários e boas condições de trabalho, ficaram para trás. É como diz o ditado latino, “de boas intenções o inferno está cheio”.

158 visualizações0 comentário