• O Antagônico

O senador e a esposa. O procurador, os R$ 2 Milhões e o parecer pela cassação


Eis que, um passado insepulto, morto e amordaçado, volta a incomodar a família Marinho. O Procurador Regional Eleitoral, Felipe de Moura Palha e Silva, em Ação de Investigação Judicial Eleitoral, protocolada no TRE do Pará pelo PSDB e pelo ex-senador Flexa Ribeiro, emitiu parecer pela cassação dos diplomas do Senador Zequinha Marinho, de Julia Marinho, (Esposa do senador e suplente de deputada federal), e dos suplentes de senador Arlindo Penha da Silva e Marco Antônio Marinho.


No contexto das Eleições Gerais de 2018, O PSDB e Flexa Ribeiro alegaram na ação que o senador Eleito Zequinha Marinho, não contabilizou na sua prestação de contas todos os gastos de campanha, tendo em vista a incompatibilidade entre os gastos lançados na prestação de contas e a realidade da campanha, e que utilizou recursos provenientes de “caixa 2”.


Já a esposa do senador, Julia Marinho, sustentam os reclamantes, arrecadou o importe de R$ 2.425.175, 92 (dois milhões quatrocentos e vinte e cinco mil e noventa e dois centavos), sendo que do Fundo Especial de Financiamento de Campanha (FEFC) recebeu R$ 2.300.000,00 (dois milhões e trezentos mil reais).


Contudo, as despesas apresentadas pela candidata seriam notoriamente incompatíveis com a realidade de sua campanha eleitoral, restando comprovado que houve desvio de finalidade de recursos da cota de gênero feminino, notadamente ao destinar recursos para Zequinha Marinho, seu esposo. Considerando que Zequinha Marinho deixou de declarar na sua prestação de contas a totalidade dos valores efetivamente gastos em sua campanha, prossegue o procurador "Forçoso dizer que as despesas eleitorais omitidas foram pagas com recursos que não passaram pelo controle e fiscalização da Justiça Eleitoral, a revelar o chamado “caixa dois”, de modo que nessa contabilidade clandestina pode haver recursos das mais espúrias fontes de financiamento, tal como de propina dada em troca de vantagens contratuais já recebidas ou que serão recebidas quando o candidato assumir o cargo político".

347 visualizações0 comentário