• O Antagônico

Os Professores de Santarém. As Promessas do Governador. O Piquete e a PM

Atualizado: Out 3



O tempo fechou na noite quinta-feira, 30, em Santarém, na inauguração de uma agência do Banpará. Professores revoltados fizeram piquete na porta da agência a espera do governador Helder Barbalho. Não deu outra. Helder mandou aumentar o som da música no local e botou a PM para afastar os professores, que estavam no local para cobrar o pagamento do piso salarial do magistério, sem retirar direitos da categoria.


Com faixas e cartazes, os professores cobravam do governador o pagamento do piso salarial do magistério. "Chega de calote e 'pague o piso'", diziam algumas faixas. O Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Pará (Sintepp/Santarém), diz que o piso salarial da categoria é R$ 2.886,00 para o nível médio (lembrando que em 2021 não houve percentual de aumento). Eles reivindicam ainda pagamento das progressões dos professores.


O Sintepp também cobra que em campanha, o governador se comprometeu a pagar 50% do Plano de Cargos, Carreira e Remuneração (PCCR), aprovado em 2010. Os outros 50% seriam pagos em 2020. Veja as imagens abaixo:



247 visualizações0 comentário