• O Antagônico

Portel e o Raio X Parado. Os Infectados, Melgaço e os 50 Minutos de Barco



A população de Portel, no Arquipélago do Marajó, está literalmente comendo o pão que o diabo amassou. O município, que recebeu no ano passado mais de R$ 8 milhões para o combate a Covid 19, está com seu único aparelho de Raio X enguiçado, estando os 65 mil habitantes desprovidos de diagnóstico. Para confirmar se estão ou não infectados, os moradores tem que se deslocar, em uma viagem de barco com duração de 30 minutos, até Melgaço, município de menor IDH do país.


A situação é dramática e a população local está em pânico, devido a falta de recursos e o avanço acelerado da doença. Com a palavra a Sespa e as autoridades.

17 visualizações0 comentário